14 Segredos para economizar na hora de comprar material escolar

Saiba como economizar na hora de comprar material escolar com atitudes simples e descomplicadas

Nem só a pesquisa em diversos lugares garante economia na hora de comprar material escolar. Algumas atitudes simples, como comprar fora de época, no atacado, e de segunda mão, podem ajudar o bolso, principalmente num ano que já começa falando de crise. Confira agora 14 segredos que vão te ajudar a economizar na hora de comprar material escolar.

  1. Leia a lista de material escolar: ler atentamente, evita que você compre material errado, a mais ou a menos. É importante também tirar suas dúvidas com a professora. Às vezes a lista pede papel sulfite A4, e você tem um estoque de papel carta em casa. Conversar com a escola e explicar seu caso, pode fazer você economizar e não precisar comprar mais papel, por exemplo.
  2. Organize-se: Verifique tudo o que você tem em casa, o que pode ser aproveitado, o que pode ser doado ou vendido a outras mães. Com tudo organizado, você vai saber com mais clareza o que realmente você vai precisar na hora de comprar material escolar.
  3. Faça pesquisas: Confira os preços daquilo que você precisa em lojas físicas e virtuais. Converse com outros pais e só aí decida onde é mais vantajoso você fazer suas compras.
  4. Compre no atacado: O que você achar interessante, compre em grandes quantidades e estoque. Também vale se juntar com outros pais, comprar mais de uma lista na mesma loja e garantir um desconto maior para todo mundo.
  5. Compre fora de época: materiais como lápis, cola, sulfite, cadernos, canetas, lápis de cor, canetinhas, podem ser comprados nos outros meses do ano a preços mais vantajosos. Consultar a lista do próximo ano do seu filho pode ajudar você a se organizar, mas como os materiais podem mudar, é melhor garantir apenas esses itens mais básicos.
  6. Compre de segunda mão: Adquirir uniformes, livros usados de alunos de outros anos é uma excelente forma para se economizar, se você não se importar de utilizar materiais usados. Em sebos você pode conseguir livros didáticos e paradidáticos por preços bem atrativos. 
  7. Reutilize: Se o estojo, a mochila, os lápis e as canetas estiverem em bom estado, não há necessidade de se comprar novos. Uma boa limpeza com multiuso e álcool podem dar novos ares aos materiais escolares. E cadernos também podem ser reaproveitados se algumas folhas forem apenas retiradas. 
  8. Organize um bazar do desapego na sua escola: reunir pais que estejam a fim de economizar pode ser bastante proveitoso. Um salão de festas ou o pátio da própria escola podem sediar uma reunião para realizar trocas de uniformes, livros e outros materiais.
  9. Compre on-line: Muitas vezes o valor do frete pagam a gasolina, o estacionamento e o tempo que você gastaria para comprar material escolar. De casa, você economizar tempo e dinheiro. Basta pesquisar.
  10. Evite comprar de personagem da moda: Muitas vezes o personagem top do ano passado está em promoção, mas seu filho ainda curte a figura, Pergunte na loja se há algum item em promoção, e você vai se surpreender com as opções que não estão mais na moda.
  11. Compre materiais resistentes: investir em mochilas, estojos e até lápis e borracha mais resistentes pode valer a pena. Confira costuras, zíperes, rodinhas, veja se o lápis não quebra fácil e até confira  a opinião de outros pais. Muitas vezes vale você gastar um pouquinho a mais num item que dura por anos, do que todo ano fazer um novo investimento.
  12. Personalize o próprio material: com adesivos, recortes, tinta, seus filhos podem personalizar o próprio material e garantir peças únicas e lindas. Cadernos, estojos, apontadores, tudo pode ser comprado do mais simples e ganhar uma cara única feita pela própria criança.
  13. Coloque o nome de forma visível: Um dos maiores inimigos do bolso é a perda de material escolar. Lápis, borracha, uniforme… Se você colocar o nome e a série da criança de forma de visível, o risco do material se perder e você ter que investir novamente num novo item é quase nulo. Canetas permanentes, canetas de tecido muitas vezes valem mais a pena do etiquetas que acabam saindo com o uso.
  14. Ensine sobre valores: Mesmo se a criança for pequena, explique sobre o valor das coisas, do que você pode comprar com o dinheiro investido em um determinado material. Aos poucos seus filhos vão entendendo que precisam cuidar do que é seu. Demora alguns anos, mas é uma conversa que vale para a vida.

E você, sabe outro segredo para economizar na hora de comprar material escolar? Compartilhe com a gente nos comentários!

Leia também “A escola perfeita não existe” .