skter

Imagem daqui

 

A adolescência está cada vez mais extensa – ou não -, dizem as pesquisas. Agora ela já se alonga até os 30 anos. E começa cada vez mais cedo. Antes, era lá pelos 13 anos. Hoje, como mãe, posso afirmar que ela começa aos 3 anos de idade.

Ainda não há explosões hormonais, espinhas, horas trancado no banheiro ou som alto no quarto. A adolescência aqui chegou com um tal de “não vou”, “não quero”, “não gosto”.

– Vem tomar banho!

– Não vou!

– Tá na hora do almoço!

– Não quero comer agora.

– Guarde seus brinquedos antes que a gente tropece e caia.

– Não! Você guarda. Eu não gosto de guardar.

– Nada de comer só a carninha: come o arroz e o feijão também.

– Não quero!

– Não gosto!

– Não vou!

 

Sério: estou vendo a hora em que este serzinho vai chegar da escolinha, com os amigos:

– Mãe, trouxe o Rato, o Cabeça e o Nariz para almoçar!

 

/o\ <— Mãe em desespero

 

É fase, eu sei! Mas será que ela vai durar até os 30?

Pois, se brigo, ele chora e faz birra. Se forço, o bode ataca. Se ignoro, a gritaria começa.

Já pode mandar para fazer intercâmbio na Dinamarca? Cadê meu ponto com Rosely Sayão? Cadê Jo-Jo e seu DVD portátil?

Esse negócio de autoafirmação, formação da personalidade, independência, autonomia vai me enlouquecer.

Já posso ouvir:

– Mãe, me empresta a chave do carro para eu levar a Beatriz no cinema?

 

anna-screaming_a_GIFSoup.com