primeiro trimestre

 

As verdades verdadeiras sobre o primeiro trimestre da gravidez semana a semana

Da concepção ao nascimento, diiirce vai te contar toda a real sobre a gestação. Nas fotos, nas internetes, nos comerciais da TV, a gravidez é um período mágico. Até aí, nenhuma mentira. Mas é que ninguém mostra o que é que rola atrás das cortinas do espetáculo da gestação. Acompanhe aqui os bastidores trimestre a trimestre. 

<< Incômodos da gravidez: você ainda vai sentir saudades disso tudo>>

Com vocês… As descobertas

Semana 1: Parabéns! Sua menstruação chegou e você está grávida! Ãh?! Pode parecer estranho, mas a contagem da gravidez começa com o primeiro dia da última menstruação. Ou seja, toda mulher menstruada é uma gestante em potencial. Vai lá dar parabéns a sua amiga que menstruou, só para dar um sustinho nela, vai!

Semana 2: Acabou aquele período chato do mês. Aproveite para agendar para semana que vem um encontro romântico com seu parceiro, tipo combo barzinho + motel, um fim de semana na praia num chalezinho. E aproveite para comprar um diário para fazer o registro de sua futura gravidez.

Semana 3: O bicho tá pegando. Ovários a todo vapor, espermatozóides empolgadíssimos. Se nenhuma dor de cabeça atrapalhar, é hoje! Se o espermatozoide que encontrar o óvulo for rápido, o bebê será um menino. Agora se o espermatozoide demorar duas horas para se arrumar, mas for forte e durar algumas horas (até dias) no caminho de encontro ao óvulo, daí é uma menina que chega.

Semana 4: Já era! A partir dessa semana você pode oficialmente ser chamada de mãe. É aqui que as mães mais sensíveis começam com as intuições.

Semana 5: Seu bebê ainda não é um bebê – é um embrião. E você provavelmente não se sente grávida ainda. Aproveite, porque o bicho vai pegar!

Semana 6: A menstruação tá atrasadíssima. É hora de tomar coragem e fazer um exame de farmácia. Se der positivo, parabéns, não tem erro. Se der negativo, pode ser que seja positivo. Então corre num laboratório que daí é garantido. Ou não. Você planeja mil coisas para anunciar a gravidez de jeito inovador e surpreendente, mas o máximo que consegue fazer é chorar. Esse negócio de deixar de ser a filha e passar a ser a mãe está dando um nó na sua cabeça!

Semana 7: Sua barriga parece inchada, você sente cólicas, os seios doloridos… Quem ainda não fez um teste de gravidez, jura que está para descer a qualquer minuto. E quem já sabe que está gestando acha que está com algum problema. Mas relaxe, nada mais é do que seu útero se expandindo para ficar do tamanho de um mamão papaia.

Semana 8: Curtindo bastante os enjoos matinais? Você come uma bolachinha água e sal antes de sair da cama, chupa gelo, toma suco de limão, toma até o remédio contra o enjoo, mas nada é tão forte quanto esse sintoma tão comum da gestação. São os hormônios! (você ainda vai ouvir muito essa desculpa, que após o nascimento do filho se transformará em “é virose”)

Semana 9: A recomendação é que a gestante faça alguma atividade física, como ioga, caminhada, pilates, hidroginástica. Mas de onde é que a gente tira disposição com esse sono e essa fadiga toda?

Semana 10: Você achava que só ia enjoar pela manhã, né? Sabe de nada! Você enjoa com cheiro de comida, perfume, enjoa de música, de roupa de cama, de móveis. Tem gente que enjoa do cheiro do marido, dos filhos. A vontade é de ir para um daqueles quartos brancos de reality show. Mas pense que você também vai enjoar de lá. Isso passa, e em breve seu enjoo se transformará em fome.

Semana 11: Não é que todo esse cansaço, enjoo e mal estar têm seu lado bom? Ouvir aquele tchucotchucotchucotchuco do coraçãozinho do bebê batendo é uma das coisas mais sensacionais que existe. A prova de que há uma vida dentro de você. Você vai querer ouvir esse barulhinho todos os dias, até seu bebê nascer.

Semana 12: Você já não se reconhece no espelho. Se fosse só a barriguinha saliente… Mas o bico dos seios está maior e mais escuro, seu quadril está maior, sua pele está estranha. Lembra do “são os hormônios”? Pois bem. E quando tudo o que você sabia sobre a gestação parecer uma grande mentira, pare e pense que um terço dessa jornada já foi!