10 razões para não telefonar para uma mãe

10 razão para não telefonar para uma mãe

Confira 10 motivos para você mandar uma mensagem em vez de telefonar para aquela amiga que tem filhos

Suas costas ficaram esbagaçadas de tanto ninar o bebê que não queria saber da soneca da tarde. Você, cheia de mil coisas para fazer, torce para que agora ele durma a tarde toda. Mas é aquele momento em que a Lei de Murphy se concretiza, e o telefone toca. Deve ser por este motivo que muitas mães tiram o telefone do gancho da base, colocam o celular no mute e desligam o interfone. Há quem desconecte a campainha, tamanho desespero.

Depois que me tornei mãe, descobri que o telefone pode ter mil utilidades, mas a mais inútil é tocar. Nossos celulares tiram foto, filmam, fazem compras, são despertadores, calculadoras, lanternas, mas a última coisa que eu quero que eles façam atualmente é tocar.

Com tantas redes sociais e aplicativos para a comunicação (como o novo vício do Snapchat – veja quem eu sigo), não há necessidade de se fazer uma ligação telefônica. As mensagens são muito mais convenientes e práticas.

Depois que me tornei mãe, descobri que o telefone pode ter mil utilidades, mas a mais inútil é tocar.

Veja se você concorda comigo:

10 razões para não telefonar para uma mãe

1) É hora da soneca da tarde! Só as mães sabem o quanto é difícil fazer uma criança tirar a soneca da tarde: uma briga para dormir, outra para acordar e outra três vezes maior se a criança não cochila. Fazer o telefone tocar nesse tempo é algo que me deixa com os nervos à flor da pele. A soneca da tarde é sagrada; sua ligação, não.

2) É minha hora! Pode ser que um milagre tenha ocorrido e eu tenha conseguido 20 minutos para ler um livro ou ver uma série. Ou quem sabe estou apenas conseguindo a proeza de ir ao banheiro sem ser incomodada. Tem horas em que a gente precisa de folga de filho. Reflita: A última coisa que gostaria neste momento é falar ao telefone.

3) Não aguento mais ser interrompida. Depois de ter filhos, a gente não consegue mais terminar nada do que a gente começa (não perca este post sobre o tema), e ter mais um motivo para postergar o que estamos fazendo é frustrante. Ao mandar uma mensagem, eu escolho o melhor momento para a comunicação acontecer, sem que isso atrapalhe o que estou fazendo no momento.

4) Eu tenho filhos! Uma das maneiras de chamar a atenção das crianças é falar ao telefone. Não importa quantas vezes você tenha dito que quando se está no telefone, não se pode ser interrompido, as crianças vão te chamar enlouquecidamente, como se uma hecatombe nuclear estivesse prestes a acontecer (quando na verdade, elas só queriam que você visse a pilha de almofadas que acabaram de fazer). E, mesmo que você já tenha repetido a frase “a mamãe tá no telefone” 10 vezes, aumentando o tom da voz até atingir o grito da gralha negra, seus filhos vão continuar te chamando.

5) Não dá para falar no telefone e fazer muitas coisas ao mesmo tempo! Vida de mãe é uma doidera: você ia pendurar a roupa no varal, mas tinha que tirar a outra, foi para o quarto guardar e encontrou zilhões de coisas no meio do caminho. Até esquecer a roupa na máquina (já leu este post que diz que as tarefas de casa não têm fim?). Ter uma ligação telefônica no meio do percurso só vai atrapalhar ainda mais a ordem desordenada de coisas para se fazer. Pelo Whatsapp, por exemplo, a gente pode se conversar conforme eu vou fazendo as coisas.

6) Tô tão cansada… No fim do dia, depois que as crianças dormem e as luzes se apagam, tudo o que eu mais quero fazer é… Dormir também! Mas sempre tem uma louça para se lavar, uma mochila para arrumar. Papo é algo que não estou muito a fim numa hora dessas. Me manda uma mensagem que, antes de colocar o celular no modo avião e dormir, eu te respondo.

7) Consome meu tempo! Se é uma ligação pá-pum de 2 minutinhos, tudo bem. Mas se é para bater papo, mande uma mensagem dizendo “me chama quando tiver um tempinho”. Assim a gente pode papear numa boa, sem eu ter a impressão de que aquele papo está atravancando minha vida.

8) Tô na rua! Posso estar no mercado, no banco, na farmácia, em qualquer outro desses lugares que as mães precisam ir dia sim, dia também. Ou eu não vou dar a atenção que você está precisando no momento, ou você vai ter que ligar depois. Mais grave ainda é se eu estiver dirigindo. Ou não vou atender mesmo o telefone, ou posso causar um acidente ou tomar uma multa.

9) É constrangedor! Você atende e a primeira frase é “Você pode falar?”. Minha educação vai dizer que estou fazendo X, mas posso falar, sim, ainda que esteja trocando uma fralda daquelas radiotivas. Até você dizer “olha, me liga daqui 15 minutinhos”, o estrago já foi feito, e já tem cocô na sua roupa, nas mãos do bebê, a fralda caiu no chão virada para baixo, e depois de limpar tudo, você ainda vai ter que fazer uma ligação telefônica. Tivesse mandando um whats ou um SMS, nada disso teria acontecido. Gracta.

10) Não consigo te ouvir! Se você tem crianças, é a resposta mais óbvia. A casa está calma. O telefone toca, e parece que 7 carros da pamonha estacionaram do seu lado, tamanha a fuzarca que seus filhos são capazes de fazer. Você não consegue descobrir quem está do outro lado da linha, e nem a pessoa consegue entender o que você está falando. Vocês desligam, como se tivesse ocorrido uma interferência. O telefone toca de novo, e tudo o que você vai dizer é um “me manda mensagem que não tô conseguindo te ouvir! Bêjo. Tchau!”

Você também acha que mensagem é mais prática que ligação? Compartilhe o post e mande aquela indireta para quem precisa. 😉

Check Also

25 atividades diárias que irritam qualquer mãe

24 atividades diárias que irritam qualquer mãe

Fazemos essas coisas todos os dias, mas elas irritam qualquer mãe (ou pai) Ser mãe …

4 comments

  1. Adorei, tanto que meu fone fica no vibra e desliguei meu interfone de casa

  2. Você faz as melhores listas EVER!!!
    bjs
    Le

  3. Nossa me Surpreendi com essa lista agora entendo o porque que quando ligo pra minha irmã ela já desliga , é mesmo assim são dois um de 7 e outro de 3 mas eles não param um minuto a gente mora um pouco distante e so consegui se falar pelo Whats (isso quando vao dormir cedo) espero que quando eu engravide eu tenha sorte e que eles (as) sejam bem calmos

Deixe uma resposta