Razões para nunca deixar seu filho no andador

Porque nunca deixei meu filho no andador

Saiba porque o andador infantil pode atrasar o desenvolvimento de seu filho

Os primeiros passos do bebê: algo emocionante. É a conquista da independência. Motivo de orgulho para a família. E, sei lá porque, bebê-modelo é bebê que faz tudo adiantado. “Meu filho engatinhou com 6 meses!”, “Meu bebê falou com essa idade”, “Quando meu filho era desse tamanho, ele já andava”. Temos pressa.

E a vontade de ver o bebê crescendo cega as pessoas a um ponto em que elas se esquecem que existem etapas de aprendizado. Colocar a criança no andador achando que isso estimulará a marcha é a mesma coisa que colocar uma criança de 2 anos para aprender a ler e escrever: a criança pode até aprender algo, mas vai deixar para trás estágios de desenvolvimento cruciais para sua maturação.

Há quem utilize o andador para estimular (?) o bebê a andar, há quem o use apenas para entreter a criança enquanto se dá conta da vida e há também quem o utilize para a criança gastar suas energias, o que a torna mais calma (ou cansada?).

Na minha opinião, e também na de muitos especialistas em desenvolvimento infantil, é que nenhuma das razões acima justifica o potencial risco de uma lesão, visto que o “brinquedinho” é o equipamento para bebês que mais causa acidentes, podendo ser queda, choque contra um móvel derrubando algo sobre si, ou algo mais grave, como cair de escadas ou numa piscina.

Além do risco de queda, o andador parece atrasar o desenvolvimento das crianças depois que elas aprendem a andar, até mesmo atrasando seu desenvolvimento mental, já que essa jornada rumo à marcha trabalha habilidades perceptuais e cognitivas.

O que as pessoas deveriam saber é que os andadores na realidade podem atrasar, eu disse ATRASAR, o desenvolvimento motor dos bebês, o que, consequentemente, pode atrasar o desenvolvimento mental deles.

Isso acontece porque o equipamento permite uma mobilidade ao bebê maior do que sua capacidade natural. Ao engatinhar, a criança aprende sobre desníveis, limites e dimensões de objetos. Ficando muito tempo no andador, ela não assimila bem essas noções: é o aparato que toca os objetos, e não o corpo da criança em si; o andador atinge uma velocidade que naturalmente a criança não conseguiria atingir.

Depois dos 6 meses de idade, os bebês sentem a necessidade de se locomover pelo chão. Por isso mexem pernas e braços vigorosamente, rolam, rastejam, e se enchem de alegria quando conseguem alcançar um brinquedo que estava longe. O próximo passo, então, passa a ser conseguir se manter em pé. Bebês que fazem uso do andador pulam toda essa jornada. Os pés podem adquirir um posicionamento não natural, já que andam pelo chão antes mesmo da criança ser capaz de suportar seu peso sobre as pernas.

Antes de estar pronto para andar, o bebê precisa fortalecer seus músculos, desenvolver a lateralidade, melhorar coordenação motora, desenvolver sua percepção espaço-visual, diminuir a sensibilidade tátil, entre outros aspectos. Pular qualquer uma dessas etapas pode ocasionar dificuldades escolares, já que a aquisição da leitura e da escrita dependem desses fatores.

Numa aula de Aspectos do desenvolvimento neuromotor infantil, um neuropediatra e professor da Faculdade de Medicina do ABC, respondeu sobre a idade ideal para se utilizar o andador: “Lá pelos quinze anos!”. Mais apropriado impossível.

Hoje em dia os andadores são (falsamente) mais seguros, mas ainda não promovem nenhum benefício ao bebê. Vale mais a pena investir numa mesa ou tapete de atividade para entreter a criança: aprendizado mais significativo e sem riscos. Por isso, a Sociedade Brasileira de Pediatria já baniu o uso deste aparelho.

Meus filhos rolaram pelo chão, se sujaram sim, se arrastaram, aliás, tem um ser rastejante aqui do lado. Nem em pensamento cogito a possibilidade de um andandor: se preciso fazer minhas coisas, um tapete no chão com brinquedos basta; se preciso estimular a criança, brinco com ela; se quero acalmá-la, uma massagem, banho e colo são ideais.

Está aí um treco que, na minha opinião, merece ir para a lista de invenções que nunca deveriam ter sido inventadas.

Check Also

Como eu consegui usar o mesmo carrinho com 3 filhos

Segredos para reformar e usar o mesmo carrinho de bebê A gente sabe que as …

30 comments

  1. Texto Maravilhoso…meus filhos também não usaram esse treco !

  2. A gente sempre quer ajudar o filho a pular uma fase… e nem sempre é bom para eles. Aqui não tive andador pq acho desnecessário e a pediatra tb não apoiou a ideia.
    Depois do desfralde percebi q não adianta querer pular fase nenhuma, quando eles tiverem prontos vão falar, vão andar, vão sair da fralda. Cabe a nós estimular.
    Beijos
    🙂

  3. Realmente acho que é uma grande besteira essa pressa que a maioria dos pais tem pra que os filhos façam as coisas rápido!…isso não quer dizer que ele é mais inteligente ou melhor que os filhos dos outros , isso é vaidade dos pais…detesto esse tipo de comparação entre as crianças , meu filhos não usaram andador , e andaram , por conta própia , aos quinze meses…e é isso! apoio essa campanha!Não ao andador!

  4. Wania Karla Louzada Moura

    Adorei o texto Milene, ou melhor "Diirce!" Concordo plenamente, e mesmo sem conhecer a fundo os prejuízos apontados pelos especialistas, sempre achei um equipamento no mínimo estranho… algo meio anti-natural, sei lá. Nunca cogitei utilizar um andador nos meus meninos. Benjoca já se rastejou muito aqui em casa, agora engatinha igual a um foguete, e caminha apoiando nas coisas. Com Samuel também foi assim. Agente precisa dar a eles, o tempo que é deles!

  5. fico muito feliz por meus filhos não terem tido andadores. hoje eles sabem os passos que devem dar

  6. Oi Milene, eu estava pensando em escrever sobre o assutno no meu blog, mas você descreveu exatamente a minha opinião. Eu não entendo como existem pessoas que enxergam algum benefício no andador. Vou compratilhar seu post. Adorei!
    Super beijo

  7. Muito bom o artigo. Como fisioterapeuta, especialista em ortopedia e traumatologia pediátrica, concordo plenamente. Parabéns!

  8. Concordo com vc. Na minha opinião muitas usam pra entreter a criança e "se livrar" do compromisso. Nunca tive pressa q o Matheus caminhasse, ele começou qd se sentiu pronto. Parabéns pelo post. Bjs.
    http://www.matheusmeucoracao.com

  9. O meu também não usou por recomendação do ortopedista. Essas informações precisam ser bem divulgadas mesmo. A falta de conhecimento sobre o tema é muito grande. Boa!
    Beijo, Tati

  10. Véi tive que discutir com uma meia dúzia de pessoas o pq eu NÃO queria que Davi usasse andador, afff…eu sou a favor do natural…agora tão pegando no meu pé por causa do desfralde. Dá licença, posso ser mãe de primeira viagem, mas eu sou a mãe dele e eu o conheço bem para saber qual será a hora, se for com 4 anos ótimo, desde que natural, sem traumas…como tudo foi até o momento!

    • Claudia Stramasso

      Certíssima!!!!! Aposto que ninguém além de você e seu marido compra fralda pra ele não é?!?!

    • Apoiada amiga, tb estou com essa cobrança na cabeça e ainda sou criticada pq quis que a Rayna usasse andador! Acho que cada mãe escolhe aquilo que acha melhor para seu filho neh? Aff, saco desse povo que nao tem o que fazer e vem encher o saco de nós, maes de primeira viagem!

  11. Olha, acredito que tudo o que é de mais não é bom.
    Minha filha começou a andar com um ano, nos dias que ela estava muito nervosa eu a colocava no andador por meia hora.
    Ela corria na área enorme que tínhamos em casa e pronto, ficava tranquila depois.
    Não sou contra, mas algumas mães realmente exageram e largam a criança lá o dia todo.
    É por causa dessas mães que eu acho que deveria ser proibido. Prefiro deixar meus filhos sem andador do que ver muitas criancas sofrerem por causa dele.a

  12. Desculpe mas discordo. Meus 2 filhos (estão com 13 e 9 anos) usaram desde cedo andador e nem por isto tiveram problemas com desenvolvimento seja ele intelecto ou motora. Agora meu filho de 9 meses também já foi para o andador e é tão senão mais esperto que os irmãos. Quanto a segurança o problema não está no andador mas sim nos adultos que os deixam sem supervisão tendo a 'falsa sensação de segurança". Sou a favor da volta sim dos produtos ao mercado.

  13. … como sugestão por que não um texto assim "Porque eu sempre deixei meu filho no andador e fomos felizes"

  14. Meu primeiro filho utilizou o andador, mas com a minha supervisão e não ficava muito tempo. Isso não fez com que a sua habilidade mental ou motora aumentasse ou diminuísse. Concordo que cada criança tem o seu ritmo, mas não acho o andador um bicho de sete cabeça tanto é que o Miguel aprendeu a andar com 11 meses e o andador foi introduzido para ele quando ele tinha 8. Mas ele com 2 anos já sabia escrever o próprio nome por pura curiosidade. Hoje com 4 anos já sabe ler palavras simples e escreve até uma frase. Com 1 ano e meio já sabia cores, alfabeto e números em inglês. Nunca forcei o aprendizado dele mas sempre incentivei com desenhos em inglês, musicas em inglês, muitos livros que eu leio para ele mostrando cada letrinha e claro ao invés de brinquedos normais eu sempre preferi os pedagógicos. Como mãe de um bebê que andou em um andador posso garantir que ele não fez estrago nenhum ao meu filho. Mas como eu disse ele sempre foi utilizado com a minha supervisão nunca deixei ele tempo de mais e nem sozinho, pois tudo em excesso faz mal.

  15. Meus filhos usaram o andador hj são adultos super inteligentes ele e dentista ela está formando em pedagogia e são felizes ,nada haver essa teoria .

  16. Gente, isso não é uma generalização "toda criança que anda no andador tem problemas de desenvolvimento mental" e sim diz que isso PODE acontecer, mas temos que aprender a aguardar o tempo deles! Pra que a criança precisa aprender tudo rápido? é só deixar eles brincarem livres que uma hora vão aprender! calma pessoal!!

  17. Eu sou educadora e meu marido medico e meu filho usou sim o andador a partir de 8 meses. Hj tem 3a 7m e e superrrrrrrr esperto em todos os sentidos. Cris Mtica

  18. minha filha que hj tem 8 anos usou andador e hj tem uma pequena atrofia no pe por causa disso. tudo tem seu tempo e sua hora para quer adiantar. a minha casula de 2 anos nunca usou andador foi no tempo dela e foi maravilhoso agardar esse momento cada passinho foi uma festa. pra que adiantar uma coisa que vai acontecer de qualquer jeito.

  19. Também sou contra o uso de andador, pois ele não possibilita o esforço que uma criança deveria realmente fazer ao andar, ficam apenas na pontinha dos pés, sem falar que as perninhas não ficam na posição correta

  20. Não quer dizer que quem coloca o filho no andador quer pular algo no desenvolvimento, pois meu filho tem 17 anos coloquei no andador pois ficava com minha mãe pra eu trabalhar e lá quando não estava em casa era um meio de não judiar dela, então lá ele ficava mais calmo, e hj é um jovem lindo, sem nenhum problema de saúde, hj tenho um filho de 1 ano que também coloco no andador, não para pular fase nenhuma, mas quando tenho que faze algo coloco ele para eu poder fazer mas sempre de olho pra não acontecer acidente, então gente não vamos generalizar tem casos e casos

  21. minha filha estae com 5 meses e nao vou comprar andador acho perigoso

  22. Sou fisioterapeuta e concordo com você em tudo!!

Deixe uma resposta para Tayla Viana Castro Cancelar resposta

%d blogueiros gostam disto: