Meu filho não come o lanche

meu-filho-não-come-o-lanche

O que há de errado que meu filho não come o lanche que mando para a escola?

Até o ano passado, eu não tinha essa preocupação, pois a escola das crianças provia o lanche. Agora que ele cresceu (meu Deus, cadê meu pequeno bebê?) e mudou de escola, temos que preparar o lanche.

Acontece que – quem acompanho o blog há tempos já sabe – meu menino é um tanto quanto seletivo. Eu evito dizer que ele é chato para comer, mas dada minha preocupação e insistência no assunto, o rótulo pegou. Uma nhaca!

Sabendo da limitação do paladar dele, fui logo me antecipando ao problema: antes de as aulas começarem, sentei com ele e, juntos, fizemos uma lista dos alimentos que ele topava levar para a escola. Foi uma excelente oportunidade para falarmos de escolhas saudáveis.

Depois, fomos juntos ao mercado comprar os itens do lanche, e mais uma vez falamos sobre o que é saudável e o que não é, e como é importante ter um lanche nutritivo para se aproveitar melhor o tempo na escola, blablablá whiskas sachê.

Expliquei que é legal ter um carboidrato (pão, biscoito, bolo), uma fruta (que ser oferecida em forma de suco natural), uma proteína (queijo, iogurte) e uma bebida (suco, bebida de soja, leite, chá, água de coco, água).

Tava tudo indo maravilhosamente bem na teoria, até que passou-se uma semana de prática, e o dito do lanche acabava voltando. Quando tomava o suco, voltava a comida, quando comia, voltava o suco. Papo vai, papo vem, ele me disse que tinha vergonha de comer na escola. Então perguntei o que os outros amiguinhos levavam, e, no fim, as opções não eram muito diferente das que eu mandava. Acho que era só uma desculpa.

Até que um dia fiz o teste e desci o nível: mandei achocolatado, biscoito e cereal daqueles de chocolate. Nem preciso falar que ele comeu tudo, preciso?

Daí eu pensei: deixo meu filho passar fome até ele aprender a comer, ou mando o que ele gosta para que a fome não atrapalhe seu rendimento escolar?

Quase garrei um crânio e me pus a declamar versos shakespearianos já que meu filho não come o lanche que eu mando.

Continuei na saga: cozinhamos juntos grissinis e pão de mandioca (comeu um dia, nos outros voltou), mandei suco natural de casa mais de uma vez (voltaram todas), coloco um iogurte (e volta).

E mesmo na quarta, que é o dia de fruta na escola, ele acaba sem comer.

Mandei bilhetinho de amor, e meu filho não come o lanche.

Decorei as comidinhas, mas meu filho não come o lanche.

Por mais que eu me esforce, a porra do lanche volta.

Daí você manda variar o cardápio. E eu te digo: ele não come pão com nada dentro, só seco, nada de frios, raramente aceita um queijo. Frutas só maçã e pera sem casca, enjoou da banana e da melancia. De resto, nada vai. Ele aceita bolachinhas integrais, mas enjoa logo. Sempre que mando suco que eu fiz, ele não toma, mas os de caixinha são aceitos. Cenourinhas baby, sticks de pepino e frutas da estação estão bem longe da minha realidade merendística.

A mãe já não sabe o que fazer e precisa de sua ajuda. Se você acha que ela deve continuar tentando, e deixar o menino sentir fome até ele aprender que aquilo é o lanche, ligue para 0800 66 66. Se você acha que ela deve mandar o que ele come e ponto, dane-se se é saudável ou não, ligue 0800 66 um tapa ma oreia. O final desta história, você decide!

Enquanto isso, vou refletindo sobre as lancheiras de antigamente, sem essa vasta opção de coisas industrializadas – era suco e um lanche. E as mães não botavam muita pilha nesse lance de alimentação. Não tinha essa onda de rivalidade pela lancheira mais saudável, pelo filho que comia melhor. Mas também os índices de obesidade, colesterol alto e diabetes infantil eram pífios.

E já não sei mais se o título do post é “meu filho não come o lanche” ou “a mãe que não sabe preparar a lancheira” ou “a sociedade influencia a alimentação das crianças” ou “as redes sociais me deixam mal pela lancheira do meu filho”.

Eu juro que li esses posts aqui:

Como mandar fruta na lancheira

O que colocar na lancheira

Lancheira saudável é o ca#%&o!

Lanche saudável: as melhores escolhas para seu filho levar para a escola

Lancheira saudável: menu do recreio

 

 

Check Also

receita de nuggets caseiro: saudável e rende muito!

Receita de nuggets caseiro: em casa é mais gostoso!

Com essa receita de nuggets feito em casa você vai ver a economia e perceber …

17 comments

  1. Diiiiiirce ! Estou no mesmo pé! E depois de me culpar, descabelar, conversar, impor e perdoar, eu defini que não vai ter variação nenhuma! Ele leva todos os dias a mesma coisa ( tortilha com queijo cheddar e peito de peru; pistaches e banana ou maçã. E se o lanche volta, eu nem reclamo mais- e vai direto para o cachorro. Aí, de vez em quando ele comenta q alguém lhe deu algo e ele gostou e eu introduzo a novidade . Foi assim com as tais tortilhas que ele provou com um amigo. Meu voto é, não esquenta e não adianta variar muito. Tenha 2 opções e basta. E de vez em quando, manda umas bolachas que ele goste porque um pouquinho não mata ninguém – e também porque com as bolachas ele pode trocar com algum amigo e vc vai acabar descobrindo uma nova opção. Boa sorte!

  2. Minha filha tem 9 anos e também é meio chata para comer e eu não me descabelo. Ela gosta de bisnaguinha e por meses, ela só levou 2 bisnaguinhas com manteiga e 1 caixinha de suco de soja porque era isso que ela comia (sinceramente, eu ficava até meio envergonhada, mas fazer o quê?). A bisnaguinha continua e algumas vezes, ela pede mortadela, requeijão ou salame. O suco depois de 3 anos, enjoou e agora a nova onda é chá mate que faço em casa e coloco na garrafinha. Fruta, nem adianta mandar. Coisas "extremamente" saudáveis não rolam, mas também não mando os "cacarecos", apenas um pedacinho de chocolate que também não faz mal. Tem um dia do "cacareco" e aí rola salgadinhos, batatinhas, afinal criança é criança. Eu sempre tive uma crença e aí é algo MEU: se tiver com fome, vai comer; se não tiver, não vai comer; então eu relaxo! Particularmente, não concordo em mandar só "cacarecos", acho que pode rolar uma negociação… rsrs… Boa sorte!

  3. Você é uma figura! Amei o post! O Jp sempre comeu o lanche q a escola oferece, mas o almoço fica prejudicado… A Aj não come nada na escola, nem o que ela gosta de comer em casa, tipo banana! Mas almoça bem melhor! também fico nessa dúvida cruel…

  4. Amei seu post e sua sinceridade, calma se saúde está em dia não vejo problema que vale seu esforço e dedicação de super MÃE!

  5. Acho que você não se dedica o suficiente enquanto a nível de mãe. Já mandou broto de feijão na lancheira? Não?! Tsc tsc tsc. Hahahaha. Querida, cada vez mais acredito na qualidade das refeições à mesa. Para o lanche da escola, fecho os olhos, tampo o nariz e vai aquilo que eles gostam. Mas tenho alguns limites: achocolatado uma vez por mês (porque eles gostam daquele tipo Fast. argh!) e bolacha recheada. De resto, bisnaguinha todo dia até enjoar. E boa sorte porque sempre pode piorar quando chegar na adolescência. Hahahaha.

  6. Acredito que seria muito bacana que você buscasse uma escola em que a filosofia dela fosse igual a sua, oferecer uma alimentação saudável. Infelizmente as escolas permitem lanches industrializados e de péssima qualidade. Em casa ele aceita? Boa sorte e continue tentando.

  7. Tb tenho esse problema, mas nao me estresso mais. Coloco o que ela quer,e em casa dou ps saudáveis. Mas continuarei tentando.

  8. Adorei…to nessa tbem.fazia suco de polpa e voltava. Agora mando bisnaguinha,iogurte,cookies, todinho umas duas vezes por semana e hj mandei uma banana tbem,vamos ver se ela volta rsrs

  9. Ja ri litro com o seu post. Rsrsrrs leitura facil e q prendeu minha atencao. Talvez pq a linguagem usada foi mto bacana. Consegui imaginar cada cena, suas caras e bocas kkkkkkk. Vc é mesmo uma figura.
    Meu filho ainda tem 2 anos. Hj ele come de tudo mas sei q daqui a pouco vou estar passando pela msm situacao.
    De qqr forma, mto boa sorte a todas as mamaes ai q estao enfrentando o msm problema. Tenham paciencia e q Deus as abencoe!

  10. Eu estou admirada com seu empenho. Parabéns! Já quebrei a cabeça com lancheira saudável também mas não fiz metade do que você descreveu. Eu concordo com a Patricia Cerqueira: acho que vale mesmo manter o foco do saudável para as refeições principais. E pro lanche, acho que dá pra relaxar um pouco. Um tiquinho de saudável e um tiquinho do que eles gostam. Tente se colocar no lugar dele, abrindo a lancheira rodeado pelos amigos. Claro que não dá pra descer o nível e copiar o junk food, mas imagina pra onde vai o apetite quando ele vê um amiguinho atacando um cacareco bem na frente? Mesmo que a criança esteja super habituada a comer o lanchinho saudável, frutinhas e tudo mais em casa, enfrentar a visão do lanche divertido, gostoso (e muitas vezes super proibido em casa) dos outros é uma batalha dificil. Pra adulto é assim também. Uma idéia é mixar os ingredientes. Pão integral com recheio ao gosto dele. Bastante recheio! E tem que ser fácil de pegar, de morder, de mastigar. O tempo para comer é limitado e as distrações são muitas. Aquele bolinho cheio de grãos integrais e seco vira uma bolota de argamassa na boca. E pode tomar metade do recreio da criança pra ser deglutido. As vezes mando cookies de chocolate ou pão de mel como sobremesa. Mas o combinado é que ele coma o lanche principal primeiro. Tem funcionado. Boa sorte e muita inspiração!

  11. Noossssa aqui em casa ta igual! Eu até quero desistir e mandar porcarias, porque em casa ele come bem. A qualidade do que ele come em casa é muito boa, então porque não relaxar no lanche? O marido não aprova… Enquanto isso o lanche segue voltando… 🙁

  12. Idem aqui em casa. Que tristeza isso. Olha, desbancando, mando biscoito e que Deus me ajude no futuro. Paciência

  13. Ser mãe é sentir culpa de tudo né?pelo que fazemos, pelo que não fazemos e pelo que poderiamos fazer!! é se descabelar tanto… afff
    aqui em casa as minhas (4 e 6 anos) comem relativamente bem. A escola fornece lanche mas não compensa comprar deles não, e penso como muitas mães, em casa elas comem direito então alivio um pouco no lanche. Um dia vai biscoito integral com iogurte, no outro mando salgado assado que fazemos em casa com suco, as vezes bolo que fazemos juntas… e um potinho de fruta de sobremesa. Já experimentou mandar salgado assado? NO panelaterapia tem uma receita de massa de salgado bem fácil, até eu consegui fazer, daí vou mudando os recheios, frango, carne, peito de peru… meu próximo passo é fazer fornadas maiores e congelar pra ver se fica bom!

  14. Amigas aqui no canada e Mai’s dificil ainda e o Dia todo a Escola ,e estou na mesmo dificuldade, Tambem Nao come o lanche que Ponho na lancheira ,uma briga as vezes Nao sei o que fazer Nao lever comida Nao da pois na Escola eles Nao esquentao,e comer comida gelada ninguem Merece!
    Entro ja viu as vezes FICA o Dia todo com barrinha de cereal ou um iorgute, quase morro de preocupacao.

  15. Tô na mesma!! Tapa na oreia!!! Meu filho tem 2 anos e não sei mais o que fazer, já usei as técnicas da Gabriela Capim e nada!!!

  16. Kkkk ainda bem que sou normal… Me vi no seu post! Aqui as gêmeas comem de tudo, mas eu percebi que pela minha facilidade só mandava “tranqueiras” tipo bolinho Ana Maria. Este ano radicalizei e disse pra elas que esse produto está fora dá lista de mercado. Eu mando suco de caixinha e revezo com água de coco em caixinha. Na comida tento mandar frutas e um pão com frios… Comprar na cantina só uma vez na semana!!! Ahhhh vida de mãe, melhor que qualquer montanha russa!!! Kkkkk

  17. Muito bom amei o Post! É tudo aquilo que eu passo com o meu filho!

Deixe uma resposta