10 metas para ser uma mãe melhor no novo ano

maemelhor

Drible a falta de tempo e de paciência e seja uma mãe melhor no próximo ano.

Mais um ano começa, e com ele surgem as promessas e as metas para ser uma pessoa melhor. Dieta, livros, exercícios, parar velhos hábitos. Um ano que se inicia é sempre uma nova oportunidade para recomeçar e tentar acertar. 365  novas chances de dar certo.
Agora com 3 filhos, a tendência a eu me cobrar mais será inevitável. Então eu pensei e pensei em como ser uma mãe melhor? Como evitar aqueles ataques de mãe? Como transformar o piti num ataque de riso?

As metas eu divido com vocês. Nossos filhos agradecem!

1) Divirtir-se com os filhos por pelo menos 10 minutos por dia: Um jogo, uma brincadeira, um passeio, uma dança… Se me dedicar integralmente às crianças por no mínimo 10 minutos por dia, elas vão ficar mais felizes, e eu com a consciência tranquila, pois sei que esses minutos vão acabar virando meia, uma hora, até mais.

2) Estabelecer pequenas metas: Eu, a rainha das listas, sempre estabeleço minhas metas. Tem a lista de coisas que precisam ser feitas no ano, no mês, na semana e no dia. As tarefas mais complexas eu divido em pequenas, para ter a sensação de que a coisa está andando. Por exemplo: se a meta é ler 10 livros no ano, eu penso na média de páginas, e divido em quantas páginas preciso ler no mês, na semana e por dia para chegar lá. Faço isso com tudo, dos sonhos às compras de mercado. Listas organizam, sistematizam. Só não podemos nos apegar a elas e esquecer da ação.

3) Antes de se deitar, eleger as 3 melhores coisas do dia: Ao me deitar, quero pensar no top 3 do dia. Aproveito e já agradeço em forma de oração. A gente sempre vai se deitar pensando no que falta fazer, no  que deixamos para trás. Esse será um exercício de otimismo.

4) Fazer as crianças se movimentarem por 30 minutos por dia: Nossos filhos têm um vigor, uma energia invejável. Mantê-los em casa comportadamente é algo que pode te levar à loucura ou à melancolia deles. Quintal, parquinho, clube, quadra do prédio são as opções mais usadas. Mas nos dias de chuva ou de correria, pular na cama, pular com um pé só sobre um risco no chão, dar cambalhotas, dançar, já dão conta do recado. Se não estravasarem esta energia, as crianças ficam agitadas, birrentas. De quebra podemos quitar o item 1 e queimar umas calorias com eles.

5) Fazer pelo menos uma vez por dia uma refeição em família: aqui refeição é sagrada, fazemos todas elas juntos e à mesa. Do café ao jantar. Mas se os pais trabalham fora, as crianças ficam no período integral no colégio, acho importante eleger uma das refeições para serem feitas em família, nem que seja um leite com bolacha antes de dormir. É uma hora para conversar, educar, escutar as crianças, cozinhar juntos. Comer é um ato social, e acho crucial comer em família como parte da educação.

6) Admirar a paisagem por 10 minutos: Aliviar a mente das tensões também deve ser prioridade para as mães. Prometi isso a mim mesma como um momento de ócio: ficar na sacada do prédio, olhar o céu enquanto as crianças correm pela quadra, dar uma volta na rua. Poucos minutos apenas observando a vida é um santo exercício para calma, para refletir sobre tudo ou para não pensar em absolutamente nada. Diria que é uma minimeditação numa casa com crianças.

7) Estabelecer um tempo para ficar nas redes sociais: Quando sobra um tempinho, a gente corre ver os e-mails, o Facebook, o Whatsapp… E os minutinhos viram horas, e perdemos o tempo fazendo algo que não nos levou a lugar nenhum. A consciência pesa, e nada mais dá certo. O negócio é habilitar o timer para aquilo que tenho que fazer, da mesma forma que faço com as crianças quando eles querem ver tv, ou brincar com o tablet. Controlar nosso tempo de uso faz a gente otimizar nossas ações na internet.

8) Criar um mantra para as horas difíceis: Eu sei que tô meio mãe Doriana com essas dicas, mas também sei que o bicho vai pegar pelo menos uma vez por dia. E antes que eu perca as estribeiras, elegi as palavras “Paciência e Tolerância” como meu mantra do ano. Quando sinto meu sangue fazer bolhinhas, fico repetindo o mantra na minha cabeça até a poeira baixar. Tem funcionado. E me mostrando mais controlada, as crianças se sentem mais segura também.

9) Livrar-se das telas por 1 hora: Nada de TV, tablet, celular, computador. Ficar longe disso tudo uma hora no dia vai fazer suas atividades renderem. Você consegue se dedicar mais às crianças, aos afazeres, a si mesma. Achei que isso fosse missão impossível, mas tem sido mais fácil do que eu imaginava. Quando percebo, já estou três horas longe de tudo.

10) Ficar sozinha por 10 minutos: Por fim, acredito que precisamos de paz. Nós, mulheres, sofremos uma perda de privacidade muito grande com a maternidade. Nem ir ao banheiro sozinhas conseguimos. Por isso, precisamos do nosso tempo, para ler, para tomar um banho, para ver a vida na janela, para passar um creme, para fazer cocô. Passamos o dia num big brother, com olhinhos nos fitando, e dez minutos de tranquilidade podem fazer a diferença.

Check Also

comprar material escolar: guia mais engraçado de como sobreviver a essa tarefa de volta às aulas

Comprar material escolar: O guia mais engraçado para sobreviver à volta às aulas

  Esteja preparada para a saga de comprar material escolar com este guia bem-humorado Comprar …

9 comments

  1. Adoreeei!
    A de pensar em 3 coisas boas do dia é a melhor… eu sempre deito pensando no que faltou… vou olhar de outra forma. Mas, to fazendo o potinho dos momentos felizes, vou mostrar no blog na semana que vem.

    bjs
    Lele

  2. Lia Flávia Savaris Prokisch

    Adorei!

  3. Celia Maria D. Mendes

    Mi achei barbaro estas dicas bjos

  4. Diiirce é minha heroína!

  5. Ótimo , estou voltando de viagem e vou tentar fazer tudo isso !!! Amei as dicas

  6. Boa, adorei as dicas!!!

  7. Tb sou a rainha das listas e faço do dia, da semana, do mês, do ano … rs … adorei a dica do top 3!

Deixe uma resposta para hsordili Cancelar resposta

%d blogueiros gostam disto: