Loka! Pare de tentar mudar os outros!

mudar os outrosPare de gastar tempo tentando mudar os outros!

Se tem algo que consome meu dia, minhas energias, minha vitalidade, é viver colocando no outro o peso da minha felicidade. Deparo-me a todo instante conduzindo a vida das pessoas em casa e saio a dar ordens como se eu fosse perfeita.

Esse comportamento nunca dá certo, isso porque sentimos uma espécie de derrota pessoal que não nos pertence, sabe aquela sensação que nada muda e que a vida dos outros é sempre mais legal?

Mudar os outros é estressante

Dia desses – praticamente todos hahahaha – estava gritando conversando com o senhor que assinou contrato nupcial com minha pessoa. “Cadê minha felicidade, moço? ”

Veja que loucura, eu – responsável por mim – estou pedindo para o outro ser do jeito que eu imagino. E vou falar uma coisa: se acontecer o milagre, continuarei cobrando e cobrando. Olha aí que estressante!

A verdade é que nós nem sabemos o que é felicidade e vivemos olhando a vida dos outros para nos pautar.

PS.: nas redes sociais são destacadas apenas as partes boas do cotidiano, portanto, não caia nesse truque!

Mas se a pessoa me ama, ela tem que mudar…

A gente fica assistindo esses romances fofos e acredita piamente que o amor ou a vontade de estar com a gente seja o suficiente para mudar alguém. Escrevendo, achei inocente.

As pessoas são muito mais complexas, vivem suas culpas, suas vitórias. Acumulam experiências desde o útero. São um planeta próprio, que tem suas leis e regras. Que direito eu tenho, como um planeta também, de forçar uma catarse em outro mundo tão profundo quanto o meu? Não é melhor organizarmos a própria casa?

Como sei que estou tentando mudar a outra pessoa?

  • Cobrando-a sem parar
  • Atribuindo a ela a sua felicidade
  • Carregando um peso absurdo nas costas
  • Sentindo-se esgotada

É possível parar com isso?

Olha, eu já me fodi bastante nessa vida. Já passei por tantos perrengues que não tive outra opção a não ser parar tudo e olhar para mim. São anos de estrada tentando eliminar esse processo, porque já experimentei a deliciosa sensação de não cuidar da vida dos outros.

Isso não quer dizer que não esteja pronta para ajudar sempre que necessário, mas sabe? A pessoa tem que querer.

Temos tanta coisa para resolver, tanto amor descoordenado dentro de nós. Será mesmo que precisamos sair por aí dizendo como as pessoas devem ser?

Pense, reflita, veja quanto das brigas domésticas são oriundas da insatisfação projetada no outro. Identificou? Senta, toma um chá, brinca com as crianças e deixa o mundo andar no tempo dele. Nesse período aí é bem possível que sinta certa plenitude.

Muita paz, muito abraço quentinho.

Beijos e “inté”

Desembucha é uma coluna quinzenal de desabafo daqueles que aliviam o peso da alma. Quem escreve é a Fabi Deziderio. Passa no cantinho dela, o Crônica Vida, para dar boas risadas.

Check Also

Sinais de que uma mãe está ficando louca

25 sinais de que você está ficando louca

Faça o teste e descubra seu nível de loucura após ter filhos! A gente sabe …

Deixe uma resposta