10 coisas que as grávidas não podem fazer

o que as grávidas não podem fazer

Durante a gestação ouvimos muitos conselhos, mas saiba de verdade o que as grávidas não podem fazer.

Ninguém disse que a gestação seria fácil (eu mesma já te falei nesse post aqui e nessa série da Gravidez real semana a semana). Além do enjoo e da insegurança, temos que lidar com muitas outras dificuldades em nossa vida, assim que descobrimos que estamos grávidas. Um dos grandes momentos de tensão é saber o que a gestante pode ou não fazer.  São muitas as coisas que encontramos a respeito por aí, e muitos os conselhos que recebemos. Mas hoje eu conto para você o que é que de verdade as grávidas não podem fazer.

10 coisas que as grávidas não podem fazer

  1. Dormir enquanto alguém fala com você: Eu sei que o sono impera durante a gestação. Não é um soninho, não é uma quebradeira. É um estado inebriante e incontrolável de sonolência. Você está assistindo Duro de Matar no cinema 4D, daqueles que venta e chacoalha a cadeira, e a sensação é que você é um senhorinha de idade vendo Silvio Santos na penumbra… você cochila na poltrona! Mas se alguém estiver conversando com você, lave o rosto, coloque palitos nos olhos, bote um gelo na calcinha, mas não durma. Mesmo se for sua vizinha descrevendo a bodas de prata dos tios. Pega mal.
  2. Comer a caixa toda de bombom sem oferecer para quem está ao lado: grávidas têm fome. Uma fome intensa, pedreiral. Bate a vontade de comer tal coisa, a gente vai lá e bate um prato de deixar Shrek no chinelo. Tudo bem você se atracar com a comida – até porque muito provavelmente você vai vomitar tudo depois -, mas não é muito educado comer tudo sem oferecer. A vontade é grande, mas lembre-se que sua barriga está ficando maior, bem maior que seus olhos.
  3. Dar um soco naquele colega de trabalho que te irrita: a paciência das gestantes está mais em extinção que boto cor de rosa. E é incrível como a gente encasqueta com determinadas pessoas. Parece que só a presença dela já irrita. Nem é preciso abrir a boca ou se mover. Dizem que são os hormônios, e com eles é melhor não brincar. Para não partir para a violência, o jeito é respirar no saquinho. Bater no coleguinha, não!
  4. Fazer xixi em TODOS os banheiros: De repente, seu útero precisa ganhar espaço, e sai empurrando todos os órgãos que vê pela frente. A bexiga é um deles. E onde cabiam 20 litros de xixi, agora só cabem 5 ml. A vonatde é imensa, mas grávidas não podem sair indo em todo e qualquer banheiro. Com aquele barrigão, você não vai conseguir fazer o equilibrismo básico necessário para utilizar alguns banheiros públicos: bolsa no pescoço, papel na mão e no assento, pernas dobradas, mas sem encostar na privada. Simplesmente não dá. Ou você vai se sujar ou vai sujar o banheiro, ou vai ter uma cãimbra num lugar não muito apropriado. O melhor se aguentar e selecionar bem onde vai se aliviar.
  5. Comprar lingerie: Não é só a barriga que cresce. O peito e a bunda também. E logo vcoê vai sentir necessidade de compar sutiã e calcinha novos. Mas grávidas não podem sair comprando lingerie. Você vai precisar de alguns modelos, sim, de calçolão alto e um sutiã 3 números maior de alças largas. Mas não compre muitos. Eles são muito confortáveis, e você pode querer adotar o modelito para o resto da vida. Compre poucos. Seu marido agradecerá.
  6. Ligar para o que as pessoas dizem sobre o tamanho da sua barriga: Se disserem que ela está grande demais, você vai se achar um balão. Se disserem que está pequena, você pensa que algo está errado. Simplesmente abstraia o comentário. Faça como se fosse a pergunta “tudo bem?”. Você não entra em detalhes, apenas responde que sim para ser educada. Se falarem do tamanho da sua barriga, responda “você acha?”. Fim. E veja este post sobre barriga de grávida.
  7. Revirar os olhos quando alguém disser “espere até o bebê nascer”: não há conselho mais desanimador que este. Se é sua primeira vez grávida, de fato, você vai se surpreender com a chegada do bebê, mas esse clichê é tão batido, que o vontade é olhar para cima e bufar. Não faça isso, pelo bem do seu relacionamento com sua mãe, sua sogra, sua tia, sua vó, sua vizinha…
  8. Soltar um pum no elevador: Aaaaah, os gases na gestação! Esse tabu! Eles são comuns, mas ninguém fala deles. Não estranhe a frequência e o volume. Grávidas têm gazes. Mas contenha-se! Pode ser que algum escape, normal, mas no elevador é sacanagem!
  9. Jogar sintomas no Google: incômodos, dores, significados de palavras de algum exame gestacional… Não jogue nada disso no Google, não faça buscas na web. A paranoia vai te dominar, e se o GO não atender o seu telefonema, você vai entrar em pânico. Na dúvida, pergunte a uma amiga. E por favor, não faça perguntas nos grupos do Facebook.
  10. Beber para esquecer que está grávida: Estar grávida é tenso. Não pode sushi, não pode café, não pode jeans apertado, não pode pintar o cabelo, não pode se acabar no chocolate. O negócio é encher a cara para esquecer. Não! Não pode! Amiga, eu sei que é difícil, mas vem cá, me dá um abraço e aproveita, aproveita muito, que você vai sentir saudades dessa barrigona aí. Passa rápido, são só 9 meses e mais uma pequena eternidade.

Se você gostou deste post, então não deixe de ler Estar grávida é uma loucura! e compartilhe com suas amigas!

Check Also

25 atividades diárias que irritam qualquer mãe

24 atividades diárias que irritam qualquer mãe

Fazemos essas coisas todos os dias, mas elas irritam qualquer mãe (ou pai) Ser mãe …

Deixe uma resposta