Grávida pode dirigir? Dicas para a segurança ao volante

grávida pode dirigir?

Grávida pode dirigir SIM! Mas é preciso estar atenta a uma série de detalhes que vão garantir a segurança do passeio.

Gestantes têm sempre mil coisas para fazer. E nem sempre podem contar com alguém que as leve para cima e para baixo. O jeito é encarar o volante, sem grilos. Mas por onde passa o cinto? Até quando podemos dirigir? E se a gestante passar mal? Confira abaixo dicas que o Dr. Edson Kaynuma, médico e supervisor da saúde da Ford, preparou.

  • A grávida pode dirigir desde que faça uso do cinto de três pontos, sempre passando a faixa inferior sob a barriga, o mais justo possível. Já a faixa diagonal deve cruzar o meio do ombro e passar por entre os seios e ao lado da barriga. Nunca deve ficar sobre a barriga, deibaixo do braço, ou da axila.
  • Nos primeiros três meses, a grávida pode dirigir, mas com restrição para aquelas que sentem tonturas, náuseas, vômitos e sonolência.
  • Também, depois do oitavo mês, não é recomendado que a grávida seja motorista, já que a barriga pode estar grande suficientemente para ficar muito próxima ao volante. E num caso de colisão, pode haver o descolamento da placenta ou de indução ao parto prematuro.
  • Para a segurança da gestante, deixe sempre o telefone do obstetra e de familiares no console do carro. Assim, se precisar de socorro, será fácil localizar quem precisa ser contatado.
  • Caso a grávida sinta qualquer mal-estar, com tontura, náuseas, contrações, ela deve parar o veículo em um local seguro e pedir ajuda. Caso seja preciso ir a um hospital, é recomendado que a gestante estacione o carro e dirija-se a uma unidade de pronto atendimento com um táxi.

“Esses são apenas alguns conselhos gerais de direção para grávidas. Dependendo de possíveis limitações adicionais, a mulher deve sempre seguir as orientações aconselhadas pelo seu obstetra”, recomenda o Dr. Kayanuma.

Manter nossa independência durante a gestação é essencial para a auto-estima, mas desde que sempre em segurança. A grávida pode dirigir, mas é preciso estar atenta aos sinais do corpo, e saber quando é hora de parar e apreciar o passeio da janela do passageiro.

 

4 comments

  1. Eu dirigi até o final na gestação da Stella, claro seguindo todas essas suas orientações que foram me passadas pelo meu Doctor. Na gestação do Ben eu ainda não dirigia. 😉

  2. Dirigi muito nas duas mas me preocupava um pouco com o cinto no final….
    beijooos
    Le

  3. Eu dirigi até o final das 3 gestações e essas orientações devem ser seguidas à risca!

    Mi, beijos no coração

Deixe uma resposta