Top frases que toda mãe vai dizer nas férias de verão

férias de verão: top frases de mãe É durante as férias de verão que surgem as primeiras evidências de que a gente se tornou a nossa própria mãe

Chegam as férias de verão, aquele momento ímpar em que todos se divertem na beira da piscina, relaxam na areia da praia. Menos a mãe, porque a mãe está correndo atrás de alguma criança, passando protetor, levando alguém no banheiro, limpando alguma sujeira, cozinhando, lavando, inventando alguma atividade para fazer comas crianças… 

Férias de verão: quando todo mundo relaxa e se diverte, menos as mães.

Há mais de 7 anos venho observando que passei a falar as mesmas coisas que minha mãe, vó, tia falavam quando eu era pequena. Coisas chatas, broncas, que eu odiava. Acho que foi em algum verão da vida pós-filho que eu descobri que me tornei a minha própria mãe. Incrível como a gente passa a dizer as mesmas coisas, só que agora elas fazem total sentido!

Confira agora as top frases que as mães falam durante as férias de verão

Sai da frente do ventilador! – Eu, com toda a maturidade dos bem mais de trinta anos, tenho vontade de ficar com a cara no ventinho o dia todo. Por isso, nós, adultos, compramos aqueles ventiladorezinhos que espirram água e tudo para refrescar nossa cara. Mas é filho botar a cara no ventinho que a gente dá piti. Explico o porquê: as crianças se aproximam pelo frescor, ficam ali vendo a hélice, e não vai dar 30 segundos que aquela hélice vai convencê-la a meter o dedo ali para ver o que rola. Falo isso porque eu era uma criança sem noção, que tinha as manhas de parar o ventilador com A LÍNGUA. Vi no Show de calouros e fazia. Com um ventilador pequeninho, mas fazia. Não perguntem onde estava minha mãe. E que nenhum filho leia este post.

via GIPHY

Pare de coçar isso aí! – Mesmo depois de você besuntar a criança de repelente, vai acabar aparecendo uma picada de um pernilongo maledeto. E a criança coça, coça, até virar ferida, e coça com a mão suja, e não para e chora e coça mais. Então a gente passa o dia soltando essa frase.

Vem passar protetor – De fato, o sol de hoje não é mais o mesmo de quando nós éramos crianças. Para ir à piscina ou à praia, temos de cuidar da pele da família, leia-se fazer uma fila de filho e sair espalhando protetor na geral a cada 2 horas. E eles não param, e quando param é para perguntar porque precisa passar protetor.

Não tem nada para fazer?  Então me ajuda aqui. – Férias sem tédio não é férias. Por mais passeios e atividades que arrumamos, vai existir aquele momento em que seu filho não tem nada para fazer. Ele vai soltar um “o que eu posso fazer” ou “tô sem nada para fazer”. E nós, mães, cansadas de tanto passeio, atividades e comidas (meu Deus, como criança come! É o dia inteiro mastigando, bebendo, fazendo brotar louça na pia), soltamos a pérola da mãe que queria não ter nada para fazer. Se você fala em ajudar, eles já correm. (A dica é ensinar essas atividades para a criança ajudar em casa separadas pela faixa etária)

Faz na piscina mesmo. – Quando a gente só tem um filho, até que é simples pegar a criança e correr para o banheiro. No meu caso, com 3 (Três filhos? Você é louca?), para conseguir sair da piscina/praia e chegar com banheiro com agilidade é uma epopeia. Antes de ir, tenho que esvaziar todas as bexigas (inclusive a minha) e torcer para que aquele tanto de água e suco que mandei beber porque estava muito calor não resolva sair na hora da diversão. (veja: dicas para seu filho beber mais água)

via GIPHY

Não molha isso. – Com calor, a gente só pensa em brincadeiras com água para refrescar a molecada. Seja na praia, na piscina, no clube, no quintal, na sacada ou no box mesmo. Acaba que a brincadeira nunca termina onde começa, e a lambança é geral. E é incrível o poder da molecada de ir em busca de coisas para brincar que geralmente não podem chegar perto da água. 

Vai ter cachorro-quente de janta. – Ah, vai! Porque tá calor, e eu que não vou ficar cozinhando pra ganhar cara feia para o arroz com carne e legumes. Vai ter cachorro-quente, pizza, misto-quente, cozinha e de sobremesa vai ter sorvete e gelatina. (Aliás, tenho uma amiga que vai te convencer a dar sorvete como jantar)

Fica aqui no raso onde eu possa te ver. – O sonho de toda mãe no verão é poder ir à praia, sentar-se, relaxar e ler um livro. Isso a gente só consegue depois dos 15, quando temos a certeza que nossos filhos já sabem encontrar a gente por aí e também não vai fazer estripulias na água (veja como ter mais segurança ao brincar na água). Até lá, a gente até leva o livro ou a revista para tomar sol e voltar sujo de areia, porque os olhos mesmo a gente não desgruda das crias.

Chega de sorvete! – Se pudesse, a gente basicamente alimentava as crianças de sorvete no verão. Mas eles não entendem e querem comer muito: sorvete de bola no café da manhã, picolé no almoço, sorvete de quilo no lanche da tarde e para finalizar o dia vai ter banana split.

Larga esse tablet e vai brincar! – Depois de molhar toda a casa com alguma brincadeira ou sujar tudo de tinta depois de alguma dessas atividades, a gente libera o tablet um pouco. Aqui em casa só tem eletrônico de acordo com as fichas de tempo: para cada atividade, eles ganham créditos em minutos, seja com outras brincadeiras, seja ajudando nas tarefas de casa. Mas é férias, e a gente deixa mais um pouquinho e, quando percebe, a criança tá lá hipnotizada. É a deixa para a mãe soltar a pérola que vai reinar nos lares por muitos anos – até o filho se casar e ir embora, eu acho.

Não joga areia assim! – Na praia e no parquinho, bate o espírito de porco sem noção nas quinhancinhas e elas fazem o quê? Aleluia com areia. Jogam para cima e dizem que é neve, é confete, é chuva. E cai no olho, e as quinhança grita, e nunca tem água perto. E é um desespero. Então, no primeira mãozinha mais firme, a gente já dá bronca.

via GIPHY

Tem que tomar ÁGUA. – Resposta: “mas eu quero suco”. Sei que algumas crianças fofas e educadinhas preferem água, mas aposte que seu filho vai dar uma dessas num dia qualquer no verão, bem no dia que você ainda não comprou fruta, não tem nem de caixinha, nem de pó, e mesmo se tivesse, você está tão mole de calor que não presta para fazer nada. (Sabia que toda mãe tem o direito de se sentir cansada e não fazer nada de vez em quando?)

Não pode entrar porque você acabou de comer. – A vó da vó da vó da vó da minha vó falava isso para ela, que falava para minha mãe, que falava para mim. Não vamos quebrar a corrente. Comeu, tem que esperar para não ter congestão. Ou só porque corre o risco mesmo de a criança dar aquela bebida de água e tossir e aí acaba é vomitando na piscina.

Não bebe essa água! – Você implora para o cerumaninho beber água, mas ele não quer. Nem gelada, nem sem gelo, nem no copo colorido, nem com canudo do Mickey que pisca. Mas a gente vira, e tá lá a pessouinha com a xícara de brinquedo, bebendo litros e litros de água do mar, da piscina, garantindo aquele desarranjo intestinal para as férias. Veja aqui como se prevenir de certas doenças de verão)

Não jogue água nas pessoas! – Não basta entrar na água. Criança tem que entrar na água dando bomba, batendo pernas, fazendo chuá, chutando as ondinhas. Dane-se que tem gente que a gente nem conhece por perto. E a gente prepara o sorrisinho amarelo de desculpas, dá uma enxugada na revista da pessoa e corre segurar a criança pelo bracinho antes que mais alguém se encharque.

via GIPHY

Fica na sombra. – Pelo menos um dia do verão, vamos acabar passando dos limites ao ar livre. Na praia, no clube, no parque. Vai dar meio-dia, e a gente vai estar lá, no pique, sem sinal de arredar pé. O jeito é ordenar que as crianças fiquem na sombra até o sol dar uma trégua. Obviamente, elas vão escapar em busca de um sorvete, para espirrar água em alguém, antes que a gente as besunte de filtro solar mais uma vez. Enquanto isso, a gente tosta no sol, para garantir que elas estejam à sombra, e garante o bronzeado feat. insolação.

Falta muito para voltarem as aulas? – A casa está molhada, cheia de areia, tem brinquedo por tudo, as moléculas estão agitadas com o calor, e assim ficam as crianças. Com uma energia sem fim. De fato, eu invejo o pique dos pequenos, porque no calor eu não tenho energia para nada. Só vejo a zona na casa tomar proporções cada vez maiores, e tudo o que eu queria era escutar a notícia – só aquela, não era o noticiário todo. Mas derrubaram suco no chão, um disse que foi o outro, o outro pisou, começou a risada. A vontade era sentar e chorar, mas limpei tudo, peguei a lista e fui comprar material escolar, sonhando com o grande dia da volta às aulas.

Check Also

Calendário de férias grátis para imprimir

Com esse calendário de férias, vai sobrar atividade, vai faltar tempo para tanta coisa que …

9 comments

  1. HAHAHHA falei todas nos últimos dias!

  2. A hora tá, sua mãe já falava “larga esse tablet”?! Isso é coisa das mães (chatas) atuais. Ahahahahha nossas mães eram legais e a gente só sabe agora. Mas é bem isso mesmo, nos tornamos as nossas mães. Outro dia me peguei falando pro Benjamin “para com esse negócio de não consigo. Consegue sim!!!”. Minha mãe falava isso. Rs e aí notei que ando falando um monte de coisas que ela falava, inclusive essas que vc listou. 🙂

  3. Rolando de rir. “Estou entediado” é o hit do momento!

  4. Adorei o blog, ainda mais por ter dicas do ABC. E claro, falei todas as frases, rs

Deixe uma resposta