Crise de Identidade… Mas já?

pongomirror

E eu achando que crise só começava na adolescência, quando a cria resolve provar ser autossuficiente, independente, demonstrar que é um ser humano, e não uma extensão do corpo dos pais (Como? Isso pode? Ele não vai morar o resto da vida na minha casa, sob minhas asinhas?).

A crise de que falo não é aquela que pairava pelos 20, agora pelo 30 anos. Aquela que indaga sobre a vida adulta, sobre realizações pessoais, sobre quem eu queria ser e quem eu sou na verdade.

O buraco é mais embaixo. Bem embaixo. Com menos de 1 metro, eu diria.

Filho está em crise!

-> TODOS CAS MÃO NA CABEÇA /o\ E BOCABERTA :O <-

Não come direito, escapam xixis, desfralde de number 2 de volta à estaca zero, só quer comida na boca. Ele pede colo e diz: “Sou um bebejinho”. É claro que dá uma vontade imensa de encher ele de beijos e dizer que, sim, ele é e sempre será meu bebezinho, meu cuti-cuti… Mas não pode, né?

No minuto seguinte, ele quer subir e descer as escadas numa passada sem utilizar o corrimão, quer fazer o próprio leite, quer ligar a TV, quer tomar banho e se vestir sozinho: “O menino! O menino faz!” (filho refere-se a si mesmo como menino).

E aí é “deu um nó no rabo”!

Filhote está na dúvida: ser bebê ou ser criança? Depender dos pais ou fazer o que quiser sozinho? Ter segurança ou se arriscar e aprender?

E eu, como mãe deste ser em crise, fico angustiada e sem saber o que fazer: continuo agindo como se ele fosse um bebê –o que dá mais segurança a ele –, ou deixo a birra reinar até que ele entenda que já é uma criança?

Peço a ajuda dos universitários…


Em tempo: Aquela história de piratas não convenceu o menino a ir ao banheiro. “Já para prancha, pirata!”prancha

Check Also

Todos Pela Educação: Mamães muito mais informadas

O blog diiirce agora é parceiro do movimento Todos Pela Educação, e quem sai ganhando …

9 comments

  1. Aqui teve regressão quando nasceu o irmão. Tem que ver porque ele está assim, se é para chamar atenção etc.

  2. Eu passo sou professora do nível II.

  3. Olá, estou passando por aqui, para convidar você para conhecer meu DOCE blog.

    Quando puder passe por lá, vai ser prazer ter sua companhia.

  4. kkk….
    desculpa rir, amiga, mas esse meninos… são homens mesmo, desde que nascem.
    mas ó, desanima não que essa é uma daquelas (ô ódio) fases… passam tão rápido qto chegam e a gente nem lembra.
    básico.
    vai por mim, chora escondido e diz levar com naturalidade. logo ele se decide o que quer ser. é pq só ele mesmo pode fazer isso.
    bjo e força na peruca

  5. ô Gzuuiiiss!

    Aqui a moça dessa casa já acha que até comida pode fazer, mas fez ou outra entra nessa de querer comida na boca, colinhos, mas aqui o caso é frescurite mesmo…
    Q a mamãe aproveita!! rs

    Beijos gata
    Tá chic hein, quero só ver o cafofo decorado!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: