O melhor jeito de se guardar as compras do mercado

compras

Guardar as compras do mercado da maneira correta agiliza seu trabalho e garante higiene e economia.

Fazer compras pode ser estressante para uns; relaxante, para outros. Mas guardar as compras no devido lugar é algo que deixa qualquer um de cabelo em pé. Um misto de limpeza, organização e bom senso que dão trabalho, mas favorecem a logística de quem cuida da casa.

O negócio todo começa uns dias antes da compra: dê uma geral nos armários e anote o que estiver faltando. Eu facilito ainda mais as coisas imprimindo uma lista que fica na geladeira. Conforme vou utilizando os produtos, anoto ali o que precisa. Perto do dia da compra dou uma conferida rápida. Facilita muito e evita que eu compre itens desnecessários.

>> Pegue a sua lista aqui! <<

Também, uns dias antes, aproveito para dar uma faxinada na geladeira: verifico a validade daqueles vidrinhos que moram última prateleira que a gente nem lembra que existe, lavo gavetas e prateleiras, desapego dos restinhos, deixo a mocinha limpinha e pronta para receber novos moradores. Nessa hora, atualizo a lista de compras.

Com a lista em mãos, é muito mais fácil fazer o mercado. Outro dia eu falei sobre as vantagens de se usar uma, lembram? E não vá tacando tudo no carrinho: ajeite cada categoria de produtos sempre juntos, para facilitar o empacotamento. De preferência, deixe os gelados e os delicados, como pães, frutas e legumes, para serem comprados por último. Se tiver companhia no mercado, aproveite para usar mais de um carrinho. Facilita horrores.

Na hora do caixa, continue seguindo a premissa do “vizinhos andam juntos” e sempre comece pelos mais pesados. Vá passando os enlatados, as garrafas e as caixas, os produtos de limpeza, os mantimentos em geral, os produtos de higiene, os gelados, e as coisas mais delicadas por último – nessa hora ter dois carrinhos é uma mão na roda. Se estiver sozinha, vale pegar outro carrinho antes de entrar na fila, só para agilizar o caixa. Vá guardando em caixas, sacolas, saquinhos, do jeito que achar conveniente.

Ao chegar em casa, separo paninho com álcool e vamos à labuta: compras do mercado para o armário já!

Plim!

… Putz, passe de mágica não rolou? Então vai na raça!

Começo pelo inverso da compra: Os alimentos perecíveis, como carnes, laticínios, congelados, vão pro congelador primeiro. Dou uma limpadinha antes de guardar, afinal, deu a maior trabalheira limpar a geladeira para você meter aquele pote de margarina que sabe-se lá Deus que colônia de bactéria se alojou nele no trajeto da fábrica até sua casa. Se algo se descongelou no meio do caminho, é bom quebrar a cabeça e mudar o  cardápio para usar tal produto, evitando que ele seja re-congelado.

Frutas, legumes e verduras são um caso à parte que merecem um post especial, pois muitos acabam estragando se forem higienizados antes de guardar. Passa outro dia. Smiley piscando

Depois vamos para os armários da cozinha: paninho com álcool sempre em mãos, tudo está mais fácil de ser organizado, porque lá no mercado você já foi separando quem era “vizinho” de quem. Olha que beleza. Agora é só organizar e conferir as validades, deixando os que estão mais perto de vencer mais à mão. Veja aí mais uma dica de economia: sua despensa vai deixar de ter itens vencidos! Aproveite e dê um tapa no armário em si, tirando o pó das caixas e dando uma arejada.

Eu guardo muitas coisas em potes herméticos, por isso, no dia das compras eu abro um por um e vejo se está tudo ok. Moramos num país tropical – abençoado por Deus e bonito por natureza, mas que beleza… –, e esse tipo de alimento sofre bastante com umidade e calor.

As bebidas devem ser guardadas em pé, exceto vinhos – que daí eu não manjo a mínima sobre armazenamento, desculpa! A regra vale para qualquer garrafa, não só de bebida, mas de óleo, vinagre, leite de coco…

O mesmo vale para os produtos de limpeza e de higiene. Aaah! Este tipo de produto deve ficar beeeeeem longe dos alimentos, evitando que o cheiro impregne, ou até algum tipo de contaminação. A criançada também não pode nem sonhar em ter acesso a essas garrafinhas coloridas, cheirosas, com patinho e super-heróis no rótulo. Todo cuidado é pouco quando a curiosidade infantil está em jogo.

Voi lá!

Com tudo limpo e arrumado, você vai abrir e conferir e o resultado da organização dos armários umas 30 vezes até a hora de dormir!

Check Also

Mercado com crianças – cadê o carrinho?

  Perdi as contas de quantas vezes cheguei a um supermercado, com criança no colo, …

4 comments

  1. Paninho com álcool? Ordem por data de vencimento? Potinhos herméticos? Lista de compras?? Estou a anos-luz de distância desse ideal…quem sabe um dia!! Se diiirce consegue, eu consigo!!!

  2. Descobri seu blog hoje, e resolvi dar uma passeada por aí. Adorei, parabéns, tudo muito simples e facilitando a vida.
    Eu fiz a minha dispensa, sim, eu comprei a madeira, serrei, cortei, preguei, parafusei, enfim. Ficou perfeita para o que eu queria, mas não linda, mas faz exatamente o que queria.

    Devo dizer, adorei sua lista, tenho uma semelhante, mas acho que vou complementar com a sua 😉

    Agora a ideia do álcool, eu nunca tinha pensado nisso antes de guarda, pois faço isso antes de usar, com direito a sabão e água, ou o paninho com álcool.

Deixe uma resposta