Amamentar: Os micos que a gente paga

amamentar é tão estranho

Da transformações no seio ao constrangimento de amamentar na frente de alguém que você nunca pensou em mostrar seu peito, entenda porque amamentar é tão estranho.

Amamentar é um grande prazer para a maioria das mães. O toque, o cheiro, a troca de olhares são muito mais intensos e valiosos do que o ato de alimentar o bebê em si. São momentos de muita ternura que ficam guardados na nossa memória (como eu já falei nesse post: O deleite como lembrança). É tão belo que chega a ficar bem próximo das propagandas de campanha de amamentação.

De volta à maternidade real, a amamentação é uma coisa esquisita, para não dizer engraçada. E o que é belo e terno num viés, no outro se torna tragicômico. Entenda agora porque amamentar é tão estranho.

Primeiro porque depois que seu bebê nasce, além de cocô, outra palavra que você nunca imaginou pronunciar tanto é teta –  e suas variantes, como tetê, peito, mama, seio, mamilo, bico… Engraçado como elegemos diferentes vocábulos para o mesmo objeto para ser usado com diferentes pessoas. Se é um especialista, você diz mama, seio. Com os mais chegados a coisa vai degrigolando do peito à teta. Experimente contar quantas vezes você usa os termos durante o dia, e um filme pornô fica no chinelo.

E você também nunca imaginou que seu mamilo ficaria tão estranho: grande, pontudo, escuro. Você se olha no espelho e facilmente se pergunta cadê meu peito? Agora você tem uma teta! Um úbere. Que se transforma ao longo do dia. Pela manhã, você se acha uma Sheyla Hershey, Cicciolina, Pamela Anderson. O dia termina e você vai tendo uma prévia singela do que vai acontecer com suas mamas quando o período de lactação acabar. E garanto, vai piorar muito depois que as glândulas pararem de funcionar.

Até lá, você terá que encarar o leite descendo nas horas mais diversas. De início, a apojadura pode dar calafrios, febre, frio, calor… Coisa de doido. Depois vira só uma queimaçãozinha no seio que se transforma num peso a mais no sutiã. Não será raro você esguichar ou pingar leite após o banho. Nem pagar o mico da garota camiseta molhada quando esquecer de colocar o absorvente ou a concha, ou porque simplesmente o absorvente não suportou a demanda. Geralmente em momentos inapropriados, como durante uma reunião ou no meio de um jantar. Já quem usa a concha, invariavelmente sua memória falha vai fazer você se abaixar por qualquer razão e te dar um banho de leite a qualquer hora do dia.

Por isso, o ideal é amamentar sempre. Segurar alguns minutos para amamentar num outro lugar pode acarretar dor e até levar ao empedramento. Você tira o peito e alimenta seu bebê, não pelo alimento, nem pelo afeto, mas pelo alívio. E dane-se que você esqueceu a fraldinha para cobrir a mama, dane-se o desconhecido ao lado. Aliás, você nunca imaginou mostrar seus peitos por aí, até ter um filho. Seu chefe, seus amigos, os homens da família – do pai ao cunhado -, todos poderão ver seus seios, sem que você se sinta acanhada. Mostrar os peitos já não é mais uma vergonha, e acaba virando um momento para a selfie do dia postada e comentada em todas as suas redes sociais.

Aliás, é nas redes sociais que você vai pedir ajuda. Então seus amigos poderão ter detalhes sórdidos sobre a condição atual das suas mamas: inchadas, quentes, com coceira, com o bico ardendo, com o bico sangrando, com o bico repuxado. E é lá que você vai contar o que seu filho faz durante a amamentação como um marco no seu desenvolvimento. “Agora ele coloca a mão na tetinha”, “Fulaninho já puxa minha blusa quando quer mamar”, “Agora ele aprendeu a falar tetê”.

E pra seu filho demora alguns meses até perceber que você é uma pessoa. Por um bom tempo você será a TETA. Seu cheiro, sua textura, seu carinho, se resumirá a uma mama e um mamilo. E é com esse objeto que ele vai se relacionar. No primeiro contato, você imagina que aquele pequeno e frágil bebê vai chegar de mansinho, dar um chupisquinho de leve no seu seio. Que nada! As criaturinhas vem com o sugador no modo turbo ligado. Nove meses treinando para este momento. E a primeira mamada é quase um susto. É um tranco. Uma chupada vigorosa. Como quando a gente faz quando o canudinho do suco dá uma entupida. Mas não demora muito e seu filhote vai brincar com sua teta. Acariciar, apertar, ficar passando a boca freneticamente até encontrar o bico. Ele vai pegar, apertar, puxar, beliscar seu mamilo. E vai rir. Ele vai morder seu bico no meio da amamentação, morder e puxar, e rir. E você, com os olhos cheios d’água de dor, vai rir junto.

No meio disso tudo, você vai desejar que seu marido tivesse seios. Ou que seus seios pudessem ser desatarrachados do seu corpo. Pois cansa, demanda tempo, calma, boa vontade e dedicação. Por isso não julgue a colega de trabalho que optou pela fórmula. Você não sabe as reais razões da escolha (ou não escolha) dela. Amamentar é um osso a ser roído.

Mas é um esforço que vale muito a pena. Vale a ferida no bico do seio até virar um “calo”. Vale os despertares noturnos. Vale cada banho de leite. Vale cada mordida ou beliscada. Vale a flacidez. E por isso amamentar é tão estranho! Tão desgastante, tão constrangedor, tão difícil, e, ainda assim, tão gostoso, tão intenso, tão bonito.

 

Check Also

Mães de primeira viagem: 20 conselhos que vocês devem ouvir

20 conselhos que as mães de primeira viagem precisam saber

Mães de primeira viagem se sentiriam mais tranquilas se soubessem a verdade da maternidade. 1. …

21 comments

  1. Amamentar é simplesmente maravilhoso, qd se tira todos os por menores!!!! Eu adoro…

  2. Amei o texto!! Parabéns, pois retrata exatamente o que é amamentar.

  3. Sem duvidas…. Depois do momento do parto a amentacao e a segunda maior realizacao… Tenho uma bebe de treze meses que amamento… E e uma sensacao maravilhosa a qual nao tenho pretensao de deixa-la perder por vaidade ou impaciencia… Amamenta e uma bencao de Deus…

  4. Apesar dos encômodos eu adoro amamentar, é um momento lindo e único, é carinho, proteção e amor, e o mais gratificante é ver o filho saudável.

  5. Lindo texto alem de ser informativo e engraladi ele e real! Ainda vou passar por esse pricesso espero que seja maravilhoso!!!!!

  6. Estou com medo… vou ter bb daqui 18 dias…..

  7. Minha filha faleceu aos 8 meses de vida, e o momento q sempre vem a minha mente são os momentos em q eu dava de mamar a ela, momentos felizes e de ternura q por um breve momento me faz esquecer toda minha dor.

  8. Aiii q lindooooo e maravilhoso!!♡

  9. Precisa ter medo não… Pense assim: se todo o mundo existe, é pq teve quem parisse rs Que Deus esteja com vc e com seu bebê :*

  10. To com seios machucados, tem 18 dias já, mas to tentando continuar amamentando, espero que consiga, ta bem dificil e dolorido, mas por minha filha to tentando, sera que cicatriza mesmo ela sugando todo dia o machucado? Quero muito conseguir…

    • Ana Paula

      Já pediu ajuda a alguma enfermeira ou ao banco de leite da sua cidade? Às vezes o bebê tá pegando o bico meio desajeitado e te machuca. Aconteceu isso com meu primeiro filho. E a pomada de Lanolina é uma santa ajuda!

  11. Cassiana, tb perdi uma filha, com 15 dias, pude amamentá-la uma única vez. Não me esquecerei nunca. E durante os 15 dias de UTI, tirava o leite para a sonda, num amor como se estivesse a amamentá-la. São nossas boas recordações. Abraço forte!

  12. Não tenha medo, Mirian. Se entregue às delícias da maternidade. Não é algo fácil, mas será a melhor coisa da sua vida! Bom parto p vc!

  13. E a mais real sensação estranha e gostosa que estou tendo no momento. Outro dia, mesmo chorando de dor, eu pensei:e um choro de uma dor diferente, pois sei que é para o seu bem, meu filho.

  14. Lindo texto,amamentar é tudo isso mesmo e mais um pouco. O melhor de tudo é que meu pequeno de 17 dias está grudado no meu peito enquanto eu leio esse texto, kkk a parte de rir junto tb é excelente.

  15. Me divirto demais com o seu blog!! Dei várias risadas agora…
    Amamentação é lindo e assustador, mas tem forma melhor pra demonstrar amor do que você (unicamente você) prover o alimento pro filhote? PERFEITO!!

    Fiz um post com algumas dicas pra tornar a vida das mamães mais fáceis na hora da amamentação:
    http://todamaterna.com.br/amamentacao-acessorios/

  16. Me divirto demais com o seu blog!! Dei várias risadas agora…
    Amamentação é lindo e assustador, mas tem forma melhor pra demonstrar amor do que você (unicamente você) prover o alimento pro filhote? PERFEITO!!

    Fiz um post com algumas dicas pra tornar a vida das mamães mais fáceis na hora da amamentação:
    http://todamaterna.com.br/amamentacao-acessorios/

Deixe uma resposta